Peixes que pegam bem no frio

Fishing. The fish underwater

Temporada de Frio – O que fazer?

É bem comum que a pescaria não seja satisfatória agora no inverno, ainda mais aqui no estado de São Paulo, onde o frio chega com uma mudança muito brusca em comparação com o verão. Por isso vamos tentar passar algumas experiências e também algumas dicas que podem ajudá-lo a capturar mais.

Pesqueiros

As espécies mais procuradas nos pesqueiros são os peixes redondos, os peixes de couro e eventualmente as carpas.
Essas últimas não ganham a atenção merecida, principalmente nesse frio.

As carpas, quase sempre tem preferência por iscas doces e “moles” como massas. A espécie mais conhecida e que alcança os maiores pesos é a carpa cabeçuda. Essa carpa tem como base uma pescaria muito técnica e é feita com as mais variadas massas.

Já as outras carpas são mais fáceis de serem fisgadas e na minoria das vezes, são utilizadas massas no fundo e também o pão na superfície.

Os redondos continuam atacando bem, porém sobem menos para comer e fica difícil engatar um peixe na boia por exemplo, então o ideal é tentar um equipamento de fundo. Porém, no fundo, a chance de engatar exemplares maiores é bem pequena e os menores tambas fazem a festa, seja com salsicha, pão, massa e outras iscas naturais.

Os peixes de couro, como as briguentas pirararas e as ágeis cacharas e pintados são um dos peixes mais buscados nos pesqueiros de São Paulo e de outros estados. As pirararas não são muito resistentes e por isso, não recomendo a sua pescaria na estação fria.

Já os pintados, merecem uma super atenção pois atacam desde iscas naturais e vivas com preferência para os lambaris vivos e a salsicha e também entram bastante nas iscas artificiais. Uma sugestão é que no caso das salsichas elas sejam usadas ou flutuando ou então de fundo próximas a margem.

#Dicas

PescadorinhaRealmente nessa época, tudo se torna mais difícil, o peixe fica muito manhoso, selecionando caprichosamente sua isca, fazendo com que o pescador tenha que se adaptar cuidadosamente para obter algum resultado. O grande segredo na pescaria de inverno é descobrir a profundidade. Feito isso a pescaria pode ser muito produtiva.

Portanto, chegando no pesqueiro dê algumas copadas de ração (ceva) e veja se tem alguma movimentação. Esse tipo de pescaria de inverno pode ser frustante onde o peixe não sobe nem com reza brava. Sem problemas, monte um equipamento com o famoso pino (bóia de arremesso), deixe poitado (chumbo solto antes da boia) para não atrapalhar o colega ao lado, chicotão pra começar de 2m a 3m e bora molhar a linha.

No decorrer do dia vá alterando o tamanho do chicote até achar a profundidade ideal. Outra dica interessante é o anzol direto na linha, nada de encastoador, snap etc … Monte outro equipamento para pesca de fundo, diminuindo tudo o  que puder, diâmetro da linha (quanto menor, melhor – O ideal é 0,35 para baixo. Principalmente para pesca de tilápias 0,20, 025 no máximo.), tamanho do anzol, chumbada. Uma alternativa também é a pesca de carpas cabeçudas onde praticamente o ano inteiro estão ativas e no inverno pode ser uma boa opção, garantindo a diversão.

Iscas

Iscas: depende de cada pesqueiro, e do tipo de peixe que está procurando, existem pesqueiros que o queijo, por exemplo, funciona muito bem, porém em outros pode esquecer. Portanto, se for a primeira vez que está indo em determinado pesqueiro faça uma breve pesquisa. Na dúvida tenha sempre a boa e velha ração na pinga que funciona em 90% dos pesqueiros. A lista é grande mas vou citar as mais usadas que apresentam maiores resultados independentemente do pesqueiro.

  • Beijinho (dangô)
  • Ração na pinga
  • Salsicha
  • Massas (variadas)
  • Iscas vivas (minhocuçu, lesmas, minhoca)
  • Pão e outras mais.

Bom, é isso pessoal, espero ter ajudado e se precisar de peixes para abastecer o seu pesqueiro no frio. Fale conosco, temos CatFish, Bagre, Carpa Húngara, Carpa Cabeçuda e Pintado.

Agora no calor, temos nossa própria produção de Tilápias e Patingas (Pacú).